Medalla Real
Gold Medal

Cabernet Sauvignon

Em 1987, antes de que o Vale do Maipo fora reconhecido mundialmente, uma garrafa de Medalla Real Cabernet Sauvignon safra 1984 transformou a história do vinho chileno.

Superando mais de 35 participantes, entre os quais se encontravam vinhos franceses, espanhóis e do Vale de Napa, na Califórnia, o Medalla Real foi o primeiro vinho chileno a ganhar as Olimpíadas do Vinho de Paris, obtendo medalha de ouro. Esta premiação, organizada pela revista francesa especializada em vinhos e gastronomia Gault-Millau, permitiu posicionar o Chile como um produtor de vinhos de alta qualidade em nível internacional, superando países ícones da vitivinicultura do Velho Mundo. Da mesma forma, deu visibilidade ao Vale do Maipo como uma zona de excelência na produção do Cabernet Sauvignon.

É precisamente em comemoração deste marco que se decide lançar no mercado o Medalla Real Gold Medal, um Cabernet Sauvignon elaborado pelo enólogo Sebastián Labbé, que busca levar o melhor do Vale do Maipo até o consumidor.

Colheita

2016

Detalhes técnicos

Variedades 95% Cabernet Sauvignon e 5% Cabernet Franc
pH: 3.65
Acidez total: 5.1 g/l
Teor Alcoólico: 13.5% v/v
Açúcar Residual: 5.2 g/l

Comentário do enólogo

Nosso vinho Medalla Real Gold Medal possui uma intensa e profunda cor vermelho-púrpura. O nariz é rico e repleto de frutas negras como mirtilo, amoras, figos secos e algumas notas suaves de especiarias. Apresenta um ataque doce e um paladar médio bastante rico. Em boca, taninos maduros e redondos criam a firme coluna vertebral que leva este vinho a um final de fruta negra, longo e cremoso.

Vinhedo

100% das uvas são provenientes do Alto Jahuel. As parreiras, de 15 a 20 anos de idade, foram conduzidas usando um sistema de brotos em posição vertical. A remoção dos brotos no princípio da primavera e a desfolha após a floração são técnicas de manejo do vinhedo normalmente utilizadas para obter uma boa maturação dos taninos. Com isso minimiza-se o caráter herbáceo das uvas no momento da colheita. O Cabernet Sauvignon foi colhido na segunda quinzena de abril com um grande equilíbrio e maturação. A colheita do Cabernet Franc ocorreu a meados do mês de abril, atingindo sabores excelentes e textura suave.

Vinificação

As uvas foram desengaçadas e cuidadosamente esmagadas, deixando algumas bagas inteiras intactas para a fermentação. Foi realizada uma maceração a frio prévia à fermentação. A temperatura foi elevada a 15 ºC (59 ºF) antes da inoculação de leveduras selecionadas. Alguns lotes foram fermentados com leveduras nativas. A fermentação ocorreu a temperaturas entre 25 – 28 ºC (82 ºF). Delestagens diárias foram realizadas durante os primeiros dois terços da fermentação e logo remontagens abertas de tempo reduzido no final do processo, de forma a obter um vinho equilibrado em extração. Uma vez terminada a fermentação, realizou-se uma maceração pós-fermentativa de 8 dias em algumas cubas selecionadas para atingir uma melhor textura e suavidade de taninos. O vinho foi prensado, tanto com prensas verticais como pneumáticas, onde o uso do vinho de prensa é importante no blend.

Envelhecimento

O vinho passou por um período de envelhecimento de 14 meses em barris de segundo e terceiro uso.

Terroir
Vale

Maipo

Variedades

Cabernet Sauvignon, Merlot, Cabernet Franc, Petite Sirah, entre otras variedades tintas.

Tempo

Seu clima mediterrâneo semiárido produz invernos frios com chuvas moderadas, verões quentes e secos. A oscilação térmica pode superar os 20°C (68°F), com temperatura média anual de 13,9°C (57°F). A média de precipitações varia entre 300 e 450 mm/ano.

Temperatura Média Anual

13,9 ºC (57 ºF).

Precipitação Anual Média

400 mm.z

Solo e Superfície

O vale apresenta solos aluviais e coluviais, pedregosos que permitem boa drenagem.

x